uma lista sobre o tempo

o bom de ter um blog antigo desativado com mais de duzentos posts, é poder resgatar alguns quando o bloqueio criativo bate. e no caso, tô com mais de dez postagens iniciadas aqui no rascunho, mas nenhuma que eu quisesse escrever hoje. então me veio a ideia de entrar no saudoso ‘coffee, rock & beer’ pra procurar alguma inspiração — e eis que me deparo com essa tag que respondi em 2015! foi curioso ler o que a karine do passado escreveu, mas isso vai ficar guardado só pra mim, porque hoje vamos ver o que minha eu do presente tem a nos dizer sobre sua percepção desses últimos anos.

DEZ ANOS ATRÁS
1 / tinha 22 anos e estava no sétimo semestre da faculdade de arquitetura;
2 / estava vivendo os melhores anos da vida universitária: com amigos, viagens e muita cerveja. sério, não sei como eu dava conta de trabalhar 8 horas por dia, estudar e ir no bar de segunda à sexta-feira. quem era essa pessoa?
3 / não era gateira e tinha um cachorro chamado lippy, que me acompanhou desde os 7 anos e já estava bem idosinho nessa época, ele acabou falecendo no ano seguinte com 16 anos.

CINCO ANOS ATRÁS
1 / já tinha mudado de profissão e estava completando meu primeiro ano como fotógrafa;
2 / estava no auge dos meus perrengues financeiros (e crises de ansiedade) por causa dessa migração de carreira;
3 / ganhei um concurso da kipling e me tornei correspondente (mais uma da série: morreu e foi substituída KKKK).

DOIS ANOS ATRÁS
1 / início da pandemia, uma karine quase ficando louca novamente em ver todos trabalhos sendo cancelados/adiados sem data definida. por ~sorte eu estava fazendo uma poupança na época e foi ela que me ajudou a pagar as contas nos 5 meses iniciais que não pude sair de casa pra fotografar. foi aí que a saudade de um trabalho CLT começou a bater forte.
2 / uma panela de pressão explodiu aqui em casa (porque desgraça pouca nunca é bobagem) e destruiu a cozinha. esse episódio em particular também marcou o fim de algumas outras questões da minha vida;
3 / voltei com o blog, mas agora com o nome de KAFFEINA.

UM ANO ATRÁS
1 / voltei a fotografar com mais frequência depois de todo caos de 2020 e início de 2021;
2 / mesmo com os trabalhos voltando após os primeiros grupos serem vacinados, comecei a me sentir completamente perdida e desmotivada com toda a incerteza que trabalhar com fotografia (especialmente de eventos) estava me causando. passei todos os primeiros meses do ano muito deprimida e ansiosa, sem ter a mínima ideia do que fazer da minha vida. não foi um período fácil, muito pelo contrário. mas depois as coisas foram se ajeitando aos poucos;
3 / consegui finalmente colocar o hábito de ler na minha rotina e foi um ano muito bom nesse sentido, especialmente porque os livros me ajudaram a distrair a cabeça pra esquecer um pouco as coisas pesadas que estavam acontecendo.

ONTEM
1 / tive trabalho externo e cheguei em casa cansadíssima e com dor no corpo;
2 / voltei a ler o livro como se encontrar na escrita que tinha abandonado nas últimas semanas;
3 / ia tomar dorflex pra aliviar a dor nas costas que estava sentindo (depois de dormir toda torta e ter trabalhado o dia todo) mas acabei comprando uma garrafa de vinho mesmo. enfim, as escolhas da vida adulta.

HOJE
1 / não trabalhei e finalmente pude dormir até mais tarde em um domingo, oremos;
2 / vou tirar a parte da tarde pra adiantar o que der do projeto de ux, a entrega final é essa semana e ainda temos MUITA coisa pra fazer. tá sendo bem caótico ter que criar tudo no figma sem ninguém do grupo dominar a ferramenta;
3 / comecei o dia brincando com os gatos, especialmente com a kiki, que sempre me recebe com ronronadas 🖤

NESSA PRÓXIMA SEMANA VOU
1 / conseguir entregar o projeto de ux sem matar ninguém do meu grupo antes, se@deus quiser;
2 / entregar três trabalhos que estão quase finalizados, mais uma prévia do final de semana que preciso fazer;
3 / ir duas vezes no pilates, coisa que não consegui semana passada por pura exaustão.

a karine arquiteta de 2015 nem sonharia com as respostas que sua versão de 2022 — a karine fotógrafa — iria colocar nessa tag. quanta coisa aconteceu nesses últimos anos, socorro. responder isso novamente me fez relembrar momentos muito doloridos, mas que graças ao bom@deus já foram superados – ou que pelo menos estão quase no final desse processo. é bom ver como hoje em dia me sinto mais forte, porque tudo passa, muda e se transforma. enfim, né? detalhe pra essa temporada canceriana batendo fortíssima por aqui, HAHA.

beijos e até o próximo post,
K.

faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

27 comentários em “uma lista sobre o tempo

  1. Que legal essa tag! E que legal conhecer a tua evolução também :D Quanta coisa muda em dez anos, né? Mesmo que a gente não perceba enquanto vai vivendo a vida.

  2. Amei essa tag! Que baita exercício. Não sei se tenho boa memória. Kkkkk Inclusive comecei um diário de 7 anos pq percebi essa minha dificuldade de lembrar de algumas coisas e fazer associação com o ano certinho.
    Também comecei a ler esse livro e parei. Um dia eu volto rs
    Bjs

  3. Miga, é bizarro quanta coisa muda na nossa vida em tão pouco tempo. Bom, talvez o tempo não seja pouco, mas ele passa bem rápido (papo de idosa). Esse livro que você tá lendo é o da Ana Holanda? Se for, comprei esse livro há um tempo e ainda não peguei pra ler. Você tá gostando?

    • esse livro é da ana sim! eu tô achando um pouco floreado demais pro meu gosto, dei uma pausada nele agora por causa da MLI, mas até tô gostando e quero terminar sim hahah

  4. Uma das melhores tags que já vi. Amei! Tentada a fazer no meu blog, mas acho que de qualquer forma vou fazer só por auto conhecimento mesmo. É um exercício super válido!!!

  5. Que demais! E o mais legal (pra mim) é que eu lembro quando você era correspondente da Kipling rs

    Puxa é incrível ver o quanto você cresceu e amadureceu. Acho que só assim pra ver o quanto mudamos.

    Fico feliz que, apesar de tudo, você ainda esteja na blogsfera pra inspirar a gente ♥

  6. Karine, que delícia de post! Deu vontade de responder à tag também! hehehe
    Eu também passei por uma transição de carreira nos últimos anos (de professora de educação básica em escola, com CLT, para professora particular de escrita literária, no total freela), então entendo essas ondas de “tudo vai dar certo, está incrível” pra “meu Deus, como fiquei tão sem dinheiro! Não queria gastar o que está na poupança”. É uma jornada bem doida essa. Gratificante porque fortalece o nosso interior, mas meu Deus, que doida! hehehe
    Espero que as coisas melhorem por aí :)
    um beijo,

    PS: Amei as fotos do post!

    • essa vida de mei não é fácil, só a gente pra saber de todas as tretas por trás de transformar o que ama em trabalho, né? e responde ela tbbb <3

  7. EU AMEI ISSO <3 gente to to amando entrar em blogs e ver tags sendo escritas! Me lembra tantoo a época dos blogs antigos! Se me permitir, vou guardar porque quero fazer também o meu, posso?!

    eu adoro relembrar como éramos antigamente, a gente muda demais, a vida é constante mudança né?! ahhaha

    ——
    Eu sempre me questiono, como eu conseguia ter vida quando estudava, trabalhava e ainda conseguia ter uma vida social meio ativa ahahhaha

    ahahahha vinho é muito mais remédio do que dorflex! as pessoas nunca vão entender isso ahahaha
    EU AMEI conhecer esse seu lado um pouquinho e a vida é isso né mudanças ahaahha

  8. oie!

    q tag maravilhosa! posso copiar???? obrigado, de nada. huahuaua.

    entendo super esse sentimento de olhar pra trás e ver a nossa evolução. <3 é um exerício q faço vez ou outra lendo os meus diários. há coisas q aconteceram q parecem até piada do universo comigo, sabe?!

    fico feliz por saber q hj vc tá bem, na medida do possível, e fazendo seus corre pra tudo continuar tranks. te desejo muita sorte, alegria e dias felizes.

    vai q é tua! <3
    bj!

  9. Oi Ka! Que alegria ver o seu blog de volta, eu sinto um quentinho no coração ao saber que as pessoas que sempre admirei, voltaram a escrever. Isso acaba me deixando animada para voltar a escrever também!
    Sobre a tag, é uma das coisas que mais amo! É tão bom resgatar essas experiências que tivemos anos atrás e saber o quanto evoluímos fisicamente e mentalmente, né? Eu sempre gosto de relembrar tudo que fiz e no que posso melhorar depois do que aprendi no passado.
    E mais uma vez, estou muito feliz por você estar de volta! Beijo grande! <3

  10. Eu que sou uma pessoa obsecada pelo tema tempo, adoro essa tag. Direto faço esse exercício de olhar pra trás e lembrar de tudo que já vivi. O google photos também ajuda com isso porque todo dia me mostra umas lembranças. Hoje mesmo ele me lembrou que há 5 anos eu estava sendo feliz no show do Depeche Mode em Kyiv. Adorei acompanhar suas lembranças e espero que você siga criando lindezas pela vida. Beijos!

    • alê eu também AMO pensar no tempo e lembrar de coisas do passado. e acredita que também uso o google photos pra isso? HAHA quando a memória falha, corro pra lá porque sei que vai ter algum registro do momento que quero recordar :)

  11. Pingback: About time – Maíra Namba